• (62) 981508803

BLOG

Use seu site para conquistar mais clientes e expandir seus negócios.

Com a crescente informatização e o aumento cada vez mais gradativo das novas tecnologias, muitas são as empresas que começaram a colocar a sua marca no mercado de forma on-line, o que é extremamente correto por parte das mesmas.

Para entender o motivo pelo qual isso é certo, basta voltar alguns anos atrás e lembrar que, antes, quando precisávamos de um serviço ou de um produto, o primeiro lugar que nós tentaríamos encontrá-lo seria por meio das listas telefônicas, não é mesmo?

Porém, nos dias de hoje, se você precisa encontrar um serviço diferenciado daqueles que já conhece, ou se precisa ainda realizar uma compra e não sabe aonde encontrar esse produto, o que você faz? Abre logo o Google e digita no campo de busca sites especializados sobre aquilo que você esteja procurando, seja uma escola de música para o seu filho, uma dedetizadora de ambientes para a sua empresa, a compra de brigadeiros gourmet, ou muito mais.

E, por conta disso, devemos destacar a necessidade cada vez maior e mais frequente das empresas de colocarem as suas caras na internet, para que intensifiquem o seu ritmo de vendas e aumentem não só a lucratividade, como também a própria visibilidade como um todo.

 

Vantagens em se ter um site

Mas, afinal, quais são as principais vantagens em abrir um site da minha empresa? Os benefícios são os mais variados possíveis e, certamente, você vai se interessar por um deles.

Em primeiro plano, é por meio do website que a sua empresa se torna visível no meio digital, ou seja, na internet. Assim, você poderá não só manter um envolvimento maior com os seus atuais clientes, como poderá também conseguir uma nova clientela unicamente pelo fato de estar instalado nesse meio.

Ao criar um website, a sua empresa se torna disponível não só no endereço físico dela, mas também se torna visível no ambiente digital, que é muito maior e possibilita oportunidades ainda maiores para os donos da empresa em questão.

É também por meio do website que você pode divulgar todos os produtos da sua empresa ou, então, os serviços que são oferecidos por ela. O consumidor, ao encontrar a página, poderá conhecer tudo isso e já decidir se essa é a compra que ele deseja fazer ou não.

Assim, mantenha uma interação com o consumidor no seu site, chamando-o para fazer um orçamento, para conhecer a loja física, e também disponha outras formas de contato, como telefones e endereços de e-mail.

 

Quando usar perfis nas redes sociais para divulgação da empresa

É claro que, além do site propriamente dito, você também pode realizar a divulgação da sua empresa nas mídias sociais. Porém, criar uma fanpage no Facebook não significa unicamente alimentá-la com os produtos e serviços oferecidos pela sua empresa, mas implica também em postar assuntos relacionados ao seu público-alvo, manter certa interação com os seus usuários, promover promoções e ofertas exclusivas para eles e muito mais.

 

O famoso blog

O blog é também essencial no seu website e, certamente, ele deve fazer parte do mesmo. É por meio do blog que a empresa redige textos e artigos sobre temas que tenham a ver com a sua metodologia. Vamos imaginar uma academia que acabou de criar um website. O blog, por sua vez, pode contar com artigos sobre emagrecimento saudável, exercícios para perda de gordura abdominal e muito mais. Assim, o blog é também uma forma bem expressiva de colher resultados na internet.

 

Sobre as newsletters

As newsletters, ou melhor, novidades sobre a empresa que podem ser enviados para o consumidor de uma forma exclusiva, devem ser bem pensadas para que não se tornem simples spams enviados diretamente para a lixeira.

Assim, ela não deixa de ser uma forma de fidelização dos clientes e, para que realmente reflita nisso de forma positiva, deve contar promoções, ofertas e informações únicas e específicas para o cliente em questão.

 

Como devem ser os formulários

Alguns sites possuem formulários para que o cliente possa entrar em contato com a empresa. Porém, quando esses formulários são muito grandes e com muitos detalhes, isso acaba por atrapalhar o indivíduo, fazendo com que ele perca a vontade de preenchê-lo.
Sendo assim, ao criar um formulário para o seu website, aposte em algo mais leve, ou seja, sem tantas informações, e também disponibilize um e-mail e um telefone para que o cliente possa entrar em contato diretamente.

 

Dicas – fatores que podem prejudicar a imagem da sua empresa na internet

Aqui vão 5 dicas de coisas que você deve evitar.

1. Evite ignorar os seus clientes na rede, mesmo que seja por horas: tenha sempre um profissional para responder as dúvidas dos mesmos.

2. Não se esqueça de manter o site sempre atualizado, já que, a qualquer momento, o cliente pode entrar em contato.

3. Evite dar a sua opinião sobre qualquer assunto e, na hora de alimentar o blog, ou as mídias sociais, faça isso de forma imparcial.

4. Não se esqueça de sempre atualizar os produtos e serviços que não estão mais disponíveis, já que se o cliente procurar por algo indisponível, isso pode ser desagradável.

5. Por fim, dê sempre as caras e mantenha uma interação bacana, que o seu site e a sua empresa só tem a crescer!

BLOG

Preciso de um site, quem devo procurar?

Muitas dúvidas surgem na hora de criar um site. O site pode ser pessoal, para uma empresa, um artista ou por algum outro motivo. Mas as preocupações e dúvidas serão as mesmas em diversos casos. A escolha do layout, criação de logomarca, caso ainda não tenha, se vale a pena contratar alguém ou é melhor tentar fazer tudo sozinho. Algumas dicas podem ajudar nesse momento.

 

Opções, vantagens e desvantagens…

Ao criar seu site, você pode contratar uma agência de publicidade. Dessa forma, profissionais treinados te auxiliarão nesse processo. A maior vantagem é a garantia de qualidade no produto final. A maior desvantagem é que o site ficará sujeito a intervenções e opiniões do grupo de criação, o que pode não estar de acordo com o imaginado.

Outra opção que você deve analisar é a contratação de um webdesigner. O preço pode ser um pouco acima do esperado, mas o contato direto com o profissional pode levar a um produto final de acordo com o inicialmente planejado.

Uma opção que pode ser mais rápida e mais barata é a contratação de um freelancer. Se possível, procure um profissional indicado por um amigo ou peça para ver o portfólio antes de fechar negócio. Lembre-se que um serviço barato demais pode não ter a qualidade esperada. Prefira conversar pessoalmente para evitar qualquer mal entendido. Estabeleça, de forma clara, os prazos, formas de pagamento e demais detalhes do projeto.

 

Faça você mesmo

Se você já tem conhecimentos básicos de design e sabe bem o que espera do projeto final do site, uma boa alternativa é criar o site sozinho. Algumas plataformas podem auxiliar na criação. Conheça três opções simples e gratuitas.

O Wix.com uma plataforma de template simples e intuitivo. Você pode escolher entre uma conta grátis ou uma conta premium. A versão premium disponibiliza mais ferramentas e opções de personalização para o site. A plataforma oferece aos usuários um vídeo explicativo que orienta o passo a passo da criação do site.

O Wix.com disponibiliza alguns templates prontos, nos quais o usuário pode mudar alguns detalhes e alterar a palheta de cores. Outra vantagem do Wix.com são os ícones que levam diretamente aos perfis de redes sociais, como Facebook e Twitter.

Outra opção é o Webnode. A plataforma disponibiliza modelos de sites prontos e oferece facilidade de edição mesmo para quem tem poucos conhecimentos na área. São oferecidas quatro opções de conta. O usuário pode escolher entre as contas Profissional, Standart, Mini e Grátis. Os planos pagos oferecem domínio próprio e uma página livre de propagandas.

O Webnode é fácil de editar, personalizar e administrar, sendo uma boa opção para diversas categorias de site, do pessoal ao profissional. As versões de contas gratuitas oferecem subdomínio próprio.

A alternativa mais conhecida é o WordPress. A ferramenta é ideal para blogs e até mesmo portais. O WordPress facilita os sistemas de busca com a opção de palavras-chave. O conteúdo pode ser criado e alterado com facilidade. É uma excelente alternativa para quem não conhece muito e busca um resultado profissional. Para utilizar o máximo dos recursos oferecidos pela plataforma, busque tutoriais de ajuda na internet.

Independente da forma de criação escolhida, seu site precisará de manutenção. Um profissional formado em comunicação, publicidade, jornalismo ou marketing pode ser contratado para cuidar da manutenção da sua plataforma online. É preciso definir o período de atualizações e postagens, e das redes sociais.

Um profissional especializado em gerenciamento de mídias também é uma boa opção para cuidar do site e das redes sociais. Escolha a opção mais adequada para o seu projeto.

BLOG

4 Motivos pelos quais você vai querer que seu novo site seja em WordPress.

Quando alguém resolve ter a sua própria página na internet, a primeira dúvida que surge é como escolher a melhor plataforma. Infelizmente, não há uma resposta pronta para isso e que sirva para todos os casos, porque depende do objetivo de cada um. Por isso, o ideal é conhecer todas as opções disponíveis para depois fazer a escolha.

Agora você saberá mais sobre o WordPress e, cá entre nós, há uma chance enorme de querer que o seu novo site seja feito nele, porque realmente oferece inúmeros benefícios!

 

O que é o WordPress?

É uma plataforma para a criação de sites e também um sistema de gerenciamento de conteúdo para a internet, sendo o maior concorrente do Blogger (mais conhecido como Blogspot) que é o serviço disponibilizado pelo Google.

O WordPress, que foi criado e entrou em atividade no início dos anos 2000, costuma ser mais usado por pessoas que querem uma página com um tom mais profissional, porque suas características propiciam isso.

Veja agora algumas das principais vantagens dessa plataforma e os motivos pelos quais ela pode ser a melhor escolha para você construir o seu site de uma vez por todas:

 

Facilidade de atualização

Existe uma espécie de senso comum de que o WordPress é mais complexo do que o Blogger na hora de atualizar o conteúdo da página, mas isso realmente não passa de um mito. O que acontece é que ele disponibiliza um número maior de recursos e ferramentas para o usuário, mas isso é um benefício.

Se optar por essa plataforma, talvez se confunda um pouco apenas para fazer a primeira postagem, mas depois não terá dificuldades para atualizar a página e pouco a pouco vai descobrindo como aproveitar todos esses recursos.

 

É mais seguro

Apesar de alguns estudos indicarem o Blogger como sendo uma plataforma estável, nos últimos tempos, alguns usuários acabaram tendo alguns problemas, como prejuízos na estrutura da página, postagens que eram excluídas ou até o bloqueio da acessibilidade por mais de um dia.

Essa acaba sendo uma vantagem constatada do WordPress. É claro que tudo o que depende da tecnologia, uma coisa tão dinâmica, pode apresentar alguns imprevistos esporadicamente, no entanto, essa plataforma tem revelado bastante estabilidade e confiabilidade para os seus adeptos.

 

Baixo custo

É bom deixar claro que o WordPress não é uma plataforma totalmente gratuita, como algumas são. No entanto, o investimento que ele requer é muito baixo, especialmente considerando todo o seu leque de benefícios.

É possível usar o WordPress sem pagar nada, mas nesse caso, você não tem um domínio próprio e o endereço da sua página ficará mais ou menos assim: nomedoblog.wordpress.com.

Não há nada de errado, no entanto, se você quiser transmitir mais profissionalismo e credibilidade para os internautas, a melhor opção é usar o WordPress, mas registrando o seu próprio domínio. Assim, você compra uma URL que ninguém mais poderá usar.

Você deverá pagar uma taxa anual por esse domínio, mas o valor não é alto. Realmente é um investimento que compensa.

 

Templates

Uma das maiores vantagens do WordPress é que você pode personalizá-lo quase que completamente. Isso é ótimo, porque você pode pensar em um layout que atraia o seu público, lembrando sempre que o aspecto visual é um diferencial, pois se ele não agradar, as chances do internauta ler o conteúdo diminuem drasticamente.

E se você não é muito fã de produzir templates, o WordPress oferece a possibilidade de comprá-los prontos. Há uma variedade bem considerável e todos são muito bem feitos, além do preço atrativo.

Além de todos esses benefícios, vale ressaltar que o WordPress pode ser usado tanto por grandes empresas quanto por profissionais autônomos, que queiram divulgar o seu trabalho por meio de uma página bem organizada

BLOG

Por que é tão importante ter um site responsivo?

Apenas no Brasil, durante o ano de 2013, o número de acessos à internet através de dispositivos móveis como smartphones e tablets aumentou em 93%, sendo que apenas na década de 2010 é que as pessoas diminuíram seu ritmo de compra de computadores fixos, os chamados PCs. Sabe o que toda essa informação significa? Que hoje em dia é praticamente indispensável que uma empresa que pretende ter negócios efetivos e agradar seus clientes em todos os meios precisa ter um site responsivo, ou seja, um site que se adapta para de acordo com o meio de acesso, como computador, tablet ou smartphone.

Se a sua empresa ainda não utiliza tal tecnologia, melhor se apressar. Mas, mesmo ainda não tendo um site responsivo, você pode ter uma excelente oportunidade, já que agora as empresas estão com mais experiência na construção de sites responsivos, o que pode ajudar você a construir um site melhor e mais completo.

Para facilitar um pouco mais a sua vida, preparamos este artigo sobre site responsivo que irá tirar muitas dúvidas e, no mínimo, te colocar no caminho certo sobre como o seu site responsivo deve ser construído para ter o máximo de efetividade com o mínimo de custo.

Ah… os custos de um site responsivo

Lá pelos idos anos de 2006/2007, quando os sites responsivos começaram a surgir, muitas empresas se interessaram por eles. Infelizmente, naquele período esta era uma tecnologia extremamente cara, chegando em alguns casos a valores até três vezes maiores que um site comum. Principalmente nos casos de empresas com e-commerce, os sites responsivos eram uma realidade tão distante que chegava a ser piada quando uma empresa de web oferecia tal tecnologia para clientes pequenos.

Com essa má fama, os sites responsivos passaram a ser percebidos como uma tecnologia cara, fora da realidade para a maioria dos clientes. Essa realidade nos acompanhou de maneira tão forte que até hoje muitas pessoas consideram um site responsivo algo totalmente fora de suas realidades dados os custos de sua produção.

Acontece que os tempos mudaram e, hoje em dia, utilizamos muito mais uma nova tecnologia chamada aplicativos. Com os aplicativos, a lógica de programação de um site responsivo ficou mais simples, e os custos, é claro, acompanharam esse decréscimo. Se lá em 2007 nem empresas como Amazon e eBay queriam ter um site responsivo, hoje em dia até pizza já é possível você pedir pelo celular sem utilizar necessariamente um aplicativo da pizzaria.

Os custos para você ter um site responsivo estão muito mais acessíveis e, embora hoje ele continue um pouco mais caro que um site formato padrão, ele se tornou sim uma realidade totalmente viável para qualquer empresa que entenda a necessidade de estar presente cada vez mais no acesso móvel. É claro que não conseguimos falar o valor exato de um site responsivo pois isso varia de empresa para empresa, mas, em média, ele custa entre 20 e 30% a mais que um site comum.

E não esqueça dos aplicativos

Um outro caminho que é importante para quem está no mundo da web móvel são os aplicativos. Basicamente, se você tem um aplicativo para Android e iOS, você atende a 76% do mercado. Se o aplicativo se adaptar para Windows Mobile e Blackberry também, são 98% das pessoas com celulares e smartphones.

Em muitos casos, criar um aplicativo é até mais interessante do que criar um site responsivo. É claro que a maioria das grandes empresas têm os dois, principalmente porque este é o melhor caminho para estar o tempo todo com os clientes, mas se o seu objetivo é ter fidelidade dele, o ideal mesmo é manter um aplicativo com seus serviços.

Existe um detalhe importante no caso de você utilizar um aplicativo: se a tendência é que 2015 esta tecnologia cresça ainda mais do que os sites responsivos, para empresas que dependem de alta encriptação e certificados de segurança, ela ainda pode ser cara. Mas que fique claro que isso são exceções. No caso de bancos por exemplo, onde a segurança e a acessibilidade são indispensáveis, um aplicativo pode ter um custo absurdamente alto, embora mesmo para o e-commerce já existam tecnologias de vendas por aplicativos que são mais acessíveis.

BLOG

Divulgue seu site e melhore a perspectiva do seu negócio!

O primeiro passo para ter um bom marketing online é encontrar um meio de conseguir comunicar isso com sucesso. Para começar, é necessário analisar se o seu site está dentro daquilo que a tecnologia necessita que ele esteja com um designer responsivo (que abre em todos os navegadores e designer, como mobile, deskotp e em tablets). É preciso tomar cuidado com a navegabilidade do site nos mais diversos padrões, tendo a certeza de que ele poderá ser navegável em qualquer local que for aberto.

Ter um visual atrativo e de fácil entendimento e comunicação entre aqueles que acessam e aqueles que passam a informação é fundamental. Se tiver que ser explicado, não é um bom layout. Para ter uma ideia, o usuário leva apenas 05 segundos para decidir se ele fica no site ou se ele sai. Por isso, aposte num designer clean e que seja visualmente atraente para aquele público que você deseja fisgar, mas sem se esquecer de que todos podem te acompanhar.

Tendo feito todos os testes necessários, é necessário traçar algumas formas de divulgação. Estão disponíveis no mercado, algumas fórmulas que podem te ajudar (e muito) nesse processo de comunicação da sua empresa. São elas:

• Redes Sociais: a grande maioria das empresas tem o seu público alvo presente em canais de relacionamento online, como o Instagram, Facebook, G+, Snapchat, entre outros. Aproveite essa boa pedida e alcance e divulgue o seu site por lá. Convide as pessoas através de um conteúdo rico e único, como o Blog, por exemplo.

• Google Adwords e Facebook Ads: são grupos de anúncios que atuam em diferentes plataformas. Aqui, basicamente você paga para ter exibido um anúncio no público alvo certo. É possível determinar idade, faixa etária, localização e até mesmo o dispositivo que ele deseja acessar. Vale a pena investir!

• SEO: uma boa estratégia de SEO fará com que o seu site seja mais bem visto através dos mecanismos de busca, resultando, consequentemente, em mais acesso para o seu site. A diferença aqui é que você não paga por esse acesso, mas ele vem de forma natural e orgânica. Por isso, pode ser que você não sinta os resultados imediatamente.

• Links externos: eles irão remeterão teu site e farão com que você tenha um melhor posicionamento online, dentro dos buscadores, o que fará com que seja encontrado com mais facilidade.

• Marketing de conteúdo: uma das formas mais eficazes de convidar o seu público a acessar o seu site é promover para ele um conteúdo exclusivo. Você pode até misturar essa tendência com as demais apostadas acima, principalmente com o e-mail marketing. Ele poderá ser uma ferramenta crucial para informar quem perdeu, quais foram as últimas tendências e matérias divulgadas.

Nada impede que você some as estratégias que nos citamos acima! Muito pelo contrário, se você ou a sua empresa tem uma verba para ser destinada exclusivamente para o marketing, é ideal que você invista cada centavo. Primeiramente, você terá que fazer um teste para ver qual das redes ou qual formato foi aquele que, efetivamente, lhe trouxe mais resultado. Depois disso, basta ir mesclando as tendências!

Como dissemos, o blog é uma ótima forma de fazer com que o público interaja com o seu site, sem ter que ficar pedindo isso. Quando se oferece um conteúdo original e interessante, desperta o interesse e a fidelidade do leitor para que ele acompanhe o crescimento do mesmo.

Outra forma de ter esse tráfego ativo é a interação com o público, seja por e-mail, ou seja, por redes sociais. Dessa forma, ele se sente acolhido em acompanhar aquela marca e pode ser um importante militante dela entre os amigos, atraindo outras pessoas quando compartilha suas noticias/posts, aumentando de forma gratuita e orgânica o alcance da sua page e logo, lhe trazendo a publicidade e acesso que você deseja.

Você pode analisar os retornos olhando para o seu Analytics. Coloque uma meta e vá medindo o sucesso da mesma. Cada promoção/oferta/evento que você fizer, tanto no Facebook Ads quanto no Adwords da Google, conseguirá acesso a um relatório completo, tendo plena visual da quantidade de conversão que aquele investimento lhe rendeu.

É necessário investir, mas sempre tendo o cuidado para que não gaste dinheiro da forma errada, dentro de uma ferramenta que não irá acrescentar a sua necessidade. Por exemplo, se você se comunica com um público mais executivo, às vezes, compensa muito mais que você investir em e-mail marketing do que campanha em Ads.

BLOG

Descubra como aumentar a lucratividade dos seus negócios com a ajuda das Redes Sociais?

Nos dias de hoje, a internet se desenvolve de forma gradativa, lado a lado com outras tendências tecnológicas, como é o caso dos dispositivos móveis: tablets e smartphones são os aparelhos da vez.

Aumentar a lucratividade no seu negócio, seja ele físico ou digital, se tornou uma forte tendência para organizações de pequeno, médio ou grande porte, que querem se desenvolver de uma forma cada vez mais expressiva e marcante para os seus clientes.

Uma das maiores estratégias de marketing digital no que diz respeito ao aumento da lucratividade da empresa certamente está apoiada nas redes sociais.

Por conta disso, confira neste artigo como você pode apostar nas mídias sociais para alavancar o seu negócio, criando uma marca com maior visibilidade, interação e rentabilidade.

 

O início da divulgação

A divulgação da sua marca por meio das redes sociais permite que você torne os conceitos dela reconhecidos por um baixo valor de investimento.

Diferentemente do marketing tradicional, que oferece essa mesma divulgação em grandes veículos de comunicação por meio de caríssimos anúncios publicitários, apostar em estratégias digitais nas redes sociais é um método eficaz e extremamente barato para divulgar os seus produtos, serviços e a sua marca de uma forma geral. Além disso, os resultados são rapidamente notáveis, e tudo isso com baixo investimento.

 

Voltando às origens

Certamente você, empreendedor, se lembra do marketing direto, também conhecido como marketing de boca a boca: o seu cliente gostou do produto/serviço e, por isso, sempre o indica quando amigos, familiares e conhecidos precisam desse mesmo.

Nas redes sociais esse modelo de marketing é reconhecido como “divulgação espontânea”. Assim que o seu cliente se sente atraído pelo que foi a ele oferecido, é certo de que ele irá lhe retribuir de alguma forma. No Facebook, por exemplo, isso pode ser feito por meio de likes na sua página, compartilhamento de postagens da sua marca e assim por diante.

 

Conquistando o cliente nas redes sociais

Muitos são os indivíduos que têm dúvidas no que diz respeito à conquista dos clientes nas redes sociais: como posso chegar até eles, encontrar o meu público-alvo, e fazer com que eles se interessem pela minha marca/meu produto?

Nos dias de hoje, uma das características que os clientes mais prezam é pela interatividade. Eles podem comentar e tirar dúvidas sobre todo e qualquer produto/serviço antes mesmo de conhecer a empresa. Essa interação ainda é nova para muitos, que dificilmente conseguiam “conversar” com uma marca e de forma tão informal.

A melhor forma de conquistar os clientes nas redes sociais é mostrando que você também se interessa pela satisfação plena do mesmo. Por isso, encontre seu público-alvo e aposte em ações/estratégias que envolvam o mesmo!

 

Em que tipo de conteúdo apostar?

No momento de criar conteúdo para o próprio negócio nas redes sociais as dúvidas ficam entre vídeo, imagens e texto. Quais deles são mais eficazes para aumentar os meus lucros nas redes sociais?

A verdade é que cada um desses modelos é indicado para uma situação diferente. Os vídeos, em primeiro plano, são indicados em tamanhos mais curtos, afinal, uma pesquisa recente chegou ao seguinte resultado: dificilmente um indivíduo se prende em um vídeo com mais do que quatro minutos de duração.

Sendo assim, os vídeos são adequados unicamente para a demonstração de produtos e serviços, porém, quanto menor ele for em tamanho, maior será a sua eficácia e visibilidade.

Já as imagens são adequadas não só para a divulgação da marca, como também para provocar a interação com o público. Por isso, você pode apostar também em outros modelos de imagens, que tenham a ver com a sua marca e deem um retorno para ela!

Já o texto, por sua vez, só deve ser longo quando você realmente tem alguma coisa importante para informar. Caso contrário, aposte em textos curtos, com pequenas frases e parágrafos.

Porém, poste sempre uma imagem junto, já que nas redes sociais o indivíduo bate o olho na imagem, e só depois lê o que vem acompanhada com a mesma.

 

Como divulgar nas redes sociais da melhor forma?

Muitos empreendedores têm medo de ser evasivo demais nas redes sociais, e alguns até mesmo se assustam achando que uma estratégia de marketing pode estar se tornando um spam.

Mas não é bem por aí. Para divulgar nas redes sociais sem acabar “se tornando chato” é simples. Basta divulgar os posts na medida certa. Na página do Facebook, por exemplo, três/quatro posts diários são mais do que suficientes para uma página já com muitos acessos.

 

Quais são as melhores redes sociais para aumentar os meus lucros?

Para aumentar os lucros do seu negócio, o melhor é apostar nas redes sociais certas. Crie a sua página do Facebook, um perfil para fotos no Instagram e um Twitter para manter a interação com o público. O resto, você descobrirá a necessidade ou não com o passar do tempo!